quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Machado de Assis - Crisálidas



Machado de Assis - Crisálidas



SINHÁ




O teu nome é como o óleo derramado.

CÂNTICO DOS CÂNTICOS

Nem o perfume que expira A flor, pela tarde amena, Nem a nota que suspira Canto de saudade e pena Nas brandas cordas da lira; Nem o murmúrio da veia Que abriu sulco pelo chão Entre margens de alva areia, Onde se mira e recreia Rosa fechada em botão;
Nem o arrulho enternecido Das pombas nem do arvoredo Esse amoroso arruído Quando escuta algum segredo Pela brisa repetido; Nem esta saudade pura Do canto do sabiá Escondido na espessura, Nada respira doçura Como o teu nome, Sinhá!









Links


Sanderlei Silveira (website)

Machado de Assis - Dom Casmurro (Blogger)

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas (Blogger)

Machado de Assis - Quincas Borba (Blogger)

Machado de Assis - Esaú e Jacó (Blogger)

Machado de Assis - A Mão e a Luva (Blogger)

Machado de Assis - Papéis Avulsos (Blogger)

Machado de Assis - Helena (Blogger)

Machado de Assis - Outros Livros (Blogger)

Machado de Assis - Poesia (Blogger)

Machado de Assis - Crônica (Blogger)

Machado de Assis - Teatro (Blogger)

ssconsult.com.br

ss-solucoes.com

historia1minuto.com.br

sanderlei.azurewebsites.net

historia.azurewebsites.net

machado-de-assis-sanderlei.azurewebsites.net

machado-de-assis-dom-casmurro.azurewebsites.net

machado-de-assis-memorias-postumas-de-bras-cubas.azurewebsites.net


Nenhum comentário:

Postar um comentário